segunda-feira, 20 de maio de 2013

Conjuga-me o verso.


Conjugar-se em poesia
eu mesmo faço...
Riscando um poema,
pintando um traço.

E a rima que rima
de baixo pra cima;
eu mesmo acho...
Eu mesmo encaixo.

E assim vai o tempo,
a métrica - o caso.
Descasco outros versos,
desenho e passo.

Conjugo-me e laço
palavras no acaso,
e se não for verso
eu mesmo rechaço.

Anderson Oliveira.

2 comentários: