sábado, 19 de janeiro de 2013

Devora-me.


Tu me olhas...
Olhos de caça presentes!
Desnuda-me por inteiro;
corpo, alma e mente.

Tu me tocas a face,
o beijo perseguindo a boca...
A boca degustando o ato,
O ato que desejas louca.

Tem de mim o abraço!
Prende o meu passo...
E agora?

Teu corpo inteiro me tenta.
Olhares e boca sedenta...
Devora.

Anderson Oliveira

3 comentários:

  1. ...tu anda libidinosamente poético.

    ResponderExcluir
  2. Hummm... Muito bom! Poeticamente libidinoso... rsrs

    ResponderExcluir
  3. Hummm... Muito bom! Poeticamente libidinoso... rsrs

    ResponderExcluir