quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Celebração.


Donde o beijo de amor,
repousei nos teus lábios os meus.
No desejo, ao tocar-lhe a flor,
vi molhar o teu doce jardim.

E de mim que desejei o mar,
naveguei no teu corpo em segredo.
Entreguei-me ao medo sem medo,
dedicado ao sabor de amar.

Vi nas contas dos teus olhos nus
toda a ânsia da entrega esperada.
Fiz-me nobre, empunhando a espada;
ante a fenda voraz que se abria.

Já da fresta, dois raios de sol,
em que o dia anuncia a chegada...
Nesta noite te fiz namorada,
celebrando uma vida de amor.

Anderson Oliveira.

4 comentários:

  1. Belas palavras, um amor celebrado em versos!

    ResponderExcluir
  2. ...de um romantismo e tanto!

    Beijos e Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  3. É bom quando o nosso amor se torna a nossa melhor paisagem, o nosso melhor lugar... Melhor ainda é se entregar, sem medo, a ele.

    ResponderExcluir