quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Fronteiras.


Quebrar as fronteiras
que existem em mim,
romper as barreiras do som...
Seguir lentamente,
chegar até o fim...
Colher o que restar de bom.
Eu vi que tem fruta
madura no pé,
colhei quem puder,
não quis conspirar...
Ó mundo de Deus!
Guardai para os teus!

Anderson Oliveira.

4 comentários:

  1. Nossa! Nossa! Nossa! rsrsrs Que lindo!

    ResponderExcluir
  2. rompa as barreiras todos os dias!! Ficou lindo esse cantinho, adoreeeeeeeeeeeeei!!

    Paolla

    ResponderExcluir
  3. Tanto imagem e escrito, belíssimo!!!

    Abraço,
    Priscila Cáliga

    ResponderExcluir