terça-feira, 13 de novembro de 2012

Essa coisa amor.

Essa coisa amor,
corroeu meus sentidos
e as minhas esperanças.
Encharcou-me de chuvas ilusórias
e bateu-me duramente
na face entristecida.
Essa coisa amor,
mentiu-me por vezes...
pintou minha estrada
com cores superficiais.
Essa coisa amor,
fez-me riso e lágrima.
E qual chuva em minha alma,
deixou de ser-me amor.

Anderson Oliveira.

3 comentários:

  1. Isso parece amor não correspondido..essa coisa de amor precisa de reciprocidade em potencia maxima.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. O que não te faz feliz é melhor ser esquecido, mesmo que seja difícil.

    Abraço!

    ResponderExcluir