sexta-feira, 2 de novembro de 2012

À parte.

Exponho
versos 
à parte,
em partes 
que são 
alheias.
Pressupostos 
de outra 
parte
que antes, 
em qualquer 
parte,
partiu 
sem contar 
destino.
Triste
fim
desse
menino...
Triste
fim.

Anderson Oliveira.

2 comentários:

  1. E, assim, o poema é contado em partes versificadas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, sua escrita é linda e emociona!

    ResponderExcluir